Ocorreu um erro neste gadget
clique e alimente os peixes

Depósito de Arte



Olhar mais uma vez o Museu de Arte Vicente Leite na cidade do Crato, sendo maquiado com uma tinta de última categoria é realmente revoltante quando por esses dias estava eu caminhando em direção ao centro, vendo aquela reforma superficial que estavam dando e esquecendo a importância do acervo que está dentro. “Eu perguntei então: que visão de liderança é essa que não apóia um patrimônio artístico, cultural? Paradoxo irônico!” Reformas superficiais digo novamente quando se aproximam datas festivas na cidade quando o certo é a constante manunteção. Obras de artistas como Sinhá D´amora, Vicente leite, etc, artistas reconhecidos, estão a muito tempo em processo de esfarelamento, decomposição. Um acervo de obras modernas e contemporâneas com várias linguagens artísticas de ultra qualidade jogados, colocados, sem uma preservação necessária, sem uma iluminação adequada, sem uma entrada de ar exigida, tornam as ações da maioria dos funcionários despreparados quanto a manutenção do mesmo. Uma liderança de qualidade faria se houvesse diálogos com os artistas e agentes culturais. Assim, criam espaços de cultura e não oficializam como uma instituição verdadeiramente deva ser, com seu papel de fomentar a arte e cultura. Como mais um prédio incluído nas propostas municipais de apoios superficiais e sem interesse real pela riqueza que existe em abundância na cidade do Crato, essa maquiagem tem o intuito de tentar esconder realmente como é a verdadeira realidade que existe por dentro, e o museu com sua riqueza na área das artes visuais tem sido desprezada, abandonada, sendo este um dos melhores museus do Ceará em cujo acervo podemos citar Pedro Américo, o famoso pintor que fez o quadro da Proclamação da Independência do Brasil. Para completar, a conseqüência inevitável é informar que o descaso é tão grande, que foi roubado desse museu um desenho de Pedro Américo por causa da falta de segurança humana, tecnológica do museu. Que contratassem profissionais ou investissem em pessoas da cidade para que fizessem cursos de restauração e manutenção. Que oficializem novamente o Salão de arte que existiu dando apoio à arte. Que vejam a arte como uma profissão e não como um hobby. Mas não, acham que ali “é um depósito de arte, um lugar de trabalhos realizados por homens que não tinham o que fazer estavam exercitando hobby nos momentos de folga. ““NÓS ARTISTAS PLÁSTICOS SOMOS PROFISSIONAIS QUE TRABALHAM FAZENDO ARTE TIRANDO SUSTENTO, NÓS NÃO SOMOS VAGABUNDOS, SOMOS PROFISSIONAIS DA ARTE!”
Queremos que o Crato cresça e não fique estagnado como uma cidade apenas que se preocupe com sua aparência, mas com o conteúdo. Mas deixo aqui registrado minha revolta quanto à maneira com que tem sido dado ao Museu de Arte Vicente Leite. A cidade ganharia mais se criassem projetos para o desenvolvimento turístico visando este como um dos cartões postais da cidade para que não ganhe o nome de “cidade da Cultura” ilusoriamente, quanto a seu maior destaque que no fundo é uma cidade de cultura, cidade histórica da qual já nasceram grandes nomes.


Chrystian Marques www.artes-chrystianmarques.blogspot.com

Nenhum comentário:

Fale conosco e tenha sua publicidade