Ocorreu um erro neste gadget
clique e alimente os peixes

Coletivo Camaradas lança seu primeiro períodico sobre arte, cultura e política


Arte com preocupação social, democratização e ocupação dos espaços e contemporaneidade são algumas questões abordados no Permitida Reprodução

Provocativo, polêmico e comprometido com uma arte para o grande público são os textos da primeira edição do livreto “Permitida Reprodução” do Coletivo Camaradas que será lançado no dia 16 de janeiro, a partir das 19 horas, na Galeria do Centro Cultural do Araripe – REFSA, no Crato.


O livreto reúne textos de Alexandre Lucas, Jéferson Luiz “Bob PTG”, Cacá Araújo,Edival Dias, George Pimentel, Ilaina Damasceno, Jean Alex, Jéssika Bezerra, Lilian Carvalho, Manuel Bezerra, Michael Marques, poesia de Rosemberg Cariry e letra de música de Auci Ventura e João do Crato.


A intenção dos “Camaradas” é garantir uma periodicidade mensal. A primeira edição conta um pouco da história do grupo e apresenta textos que comungam com a compreensão artística e política defendida pelos seus integrantes. A próxima edição que deverá circular em fevereiro abordará “políticas públicas para a cultura”.


O coordenador do Coletivo Camaradas, Alexandre Lucas destaca que o livreto é um importante instrumento para socializar idéias e ampliar concepções sobre arte, política e cultura. Lucas destaca que os textos seguem uma linha progressista e de enfrentamento aos ditames da industrial cultural e da cultura das elites.


O lançamento do “Permitida Reprodução” constará de apresentações musicais, recital de poesias, danças, teatro e artes visuais. Para o artista/educador Edival Dias esse será um momento importante para divulgar conceitos de uma arte engajada e aproximar as pessoas do fazer artístico. Artistas que queiram apresentam algum trabalho durante o lançamento devem entrar em contato com a coordenação do Coletivo. A música de protesto do Grupo de Hip Hop Relatores de Juazeiro do Norte fará o encerramento do evento.

Nenhum comentário:

Fale conosco e tenha sua publicidade