Ocorreu um erro neste gadget
clique e alimente os peixes

Amar, em Juazeiro do Norte, é reativada

Amar, em Juazeiro do Norte, é reativada e o espaço destina-se a cursos, oficinas e exposições de trabalhos dos artistas do município e região (Foto: Elizângela Santos). Depois de ter ficado sem mobilização, Amar ressurge com nova diretoria e pretende promover oficinas de arte. Juazeiro do Norte. Foi reativada ontem, pela manhã, a Associação dos Artistas e Amigos da Arte (Amar), neste município do Cariri. Uma reunião, realizada anteriormente, definiu o novo presidente, o poeta, músico e xilógrafo Stênio Diniz. A entidade estava sem mobilização. Há três anos estava à frente o cineasta Sérgio Barros, que ainda ocupa um dos espaços da estação, onde está sediada a Amar. O prédio antigo, em uma de suas alas, já abrigou a Lira Nordestina. A iniciativa dos xilógrafos de Juazeiro do Norte foi dar uma guinada nos movimentos artísticos locais e ser um incentivo a mais para os artistas da região. No momento, conforme o presidente Stênio Diniz, todos estão na expectativa de serem desenvolvidos novos projetos importantes voltados para os artistas de Juazeiro. “Estamos no zero. Esse é um momento de debater, colocar os nossos pontos de vista, fazer uma movimentação”, diz Stênio, ao ressaltar a necessidade de se desenvolver projetos, trabalhar em cima de iniciativas que promovam a arte e, principalmente, por meio da cultura popular.Criada em 1988, a entidade teve a finalidade inicial de reunir os artistas de vários setores e os amigos da arte, como o próprio nome já indica. A proposta era lutar pela valorização da arte e melhores condições de trabalho neste setor. E Stênio, um dos idealizadores da entidade, contribui desde o início com o seu trabalho. Até mesmo as suas xilogravuras e também o artesanato produzidos por outros artistas foram vendidos para dar condições de levar à frente o projeto.Dentro da proposta de reativação, já estão sendo idealizados vários trabalhos a serem desenvolvidos durante o ano inteiro. A proposta inicial é realizar oficinas de bonecas, gravura, desenho, música, entre outros trabalhos direcionados para a capacitação de novos artistas. E não só isso. O salão também será um espaço de exposição dos artistas. “A nossa grande esperança de sair do zero é poder contar com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado, por meio do secretário da Cultura do Estado, Auto Filho”, diz Stênio.Junto com ele, estão vários xilógrafos de Juazeiro do Norte, que hoje fazem parte da Lira Nordestina. Por enquanto, a Lira Nordestina ocupa uma das salas principais da Amar. O ex-presidente da entidade, Sérgio Barros, que permaneceu à frente da entidade por três anos, conforme Stênio Diniz, continua ocupando uma das salas com o seu material. O local onde será abrigada a sede deveria ter sido inaugurado há oito dias. O local precisou passar por uma limpeza e pintura e ainda não foi concluído.SegurançaA segurança da Amar e dos materiais dos artistas será solicitada junto à Secretaria de Cultura do Município. No primeiro ano de criação, a Amar lutou com vários problemas, que não eram muito diferentes dos que se apresentam atualmente. A complexidade do trabalho e ausência de apoio oficial, apesar da luta dos artistas, fez com que o trabalho não tivesse continuidade.O local funciona também como ponto de intercâmbio para os artistas. Segundo o presidente, um referencial que deve ser dinamizado, por ser Juazeiro um espaço privilegiado por ser um berço de grandes artistas. Ele ressalta como um dos pontos de sua luta, junto à Associação, a reativação da Lira Nordestina, como espaço importante para a produção da literatura de cordel.No momento, Diniz critica a gráfica por não ter projetos de reeditar cordéis. Também destaca a luta para transformar a Amar em mais um Ponto de Cultura do Estado. Ano passado, ele passou a ser mais um dos mestres da Cultura.


Mais informações:Estação FerroviáriaAvenida Carlos CruzPraça dos OurivesBairro
Franciscanos
Juazeiro do Norte - CE






ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter



Fonte: Jornal Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Fale conosco e tenha sua publicidade