Ocorreu um erro neste gadget
clique e alimente os peixes

Como participei da exposição “A cara do rio”

“A cara do Rio no Pan 2007” foi a exposição que por um acaso muito extraordinário me fez ser um dos 76 artistas plásticos a participar dessa coletiva no Centro Cultural dos Correios, na cidade maravilhosa do Rio de Janeiro. Navegando pela net no bate papo de repente conectei a uma artista chamda Sandra Portto. Papos regionais que se misturaram com papos da metrópolis, idéias que corriam pela internet numa velocidade que chegava em instantes de Nova York ao Crato numa noite calma. A Sandra Portto é estas mulheres vibrantes, calma mas com forte discurso artístico e pessoal, uma mulher extremamente generosa. Não é a toa que já participou de vários salões no Brasil, várias coletivas, expondo na Califórnia, França, outros países. Estava ali eu admirado como poderia ter tido um encontro tão interessante na minha vida. Conversava com uma artista modesta, dizendo ela que ainda era uma artista pouco conhecida. Imaginem! Eu no Cariri, a muitos kilômetros de distância da sua cidade e dos Estados Unidos, ela teclava generosamente comigo, me falando de suas experiências artísticas, me encorajando a acreditar que não há nada impossível quando se acredita no que quer. Conversamos horas. Bebia eu de sua experiência, das suas aulas que tivera no Parque Lage no Rio de Janeiro. Sonhei desde então está no Parque Lage! Uma mulher casada, com uma filha linda! Terminamos nossas conversas com até logo e isso passou um ano quando mandei-lhe um e-mail dizendo que tinha saudade de ter conhecida ela, Sandra Portto. Ela ficou extasiada! Um ano depois lembrei-lhe de nossa conversa, e ela muito feliz disse que precisávamos conversar. Então isso aconteceu durante mais de seis meses. Falou-me de sua exposição individual que inauguraria no outro dia, e estava nervosa, sua belíssima exposição “Indivíduo Coletivo” no espaço cultural Furnas. Pediu-me o meu endereço para mandar-me o seu sofisticado catálogo. Imaginem um cratense boquiaberto! Ela me mandou convites do Rio de Janeiro, e como eu quereria estar presente! Não pude, mas logo recebi e fiquei maravilhado como tudo acontecia até que culminou minha alegria quando se aproximou a data da reconhecida exposição “A CARA DO RIO”! Ela me convidou e me encaminhou ao curador da exposição na qual inseriu meu nome. Enviei o meu trbalho e foi exposto num dos Centros culturais mais importantes da cidade do Rio de Janeiro.! E não parou por ai, ela queria me conhecer pessoalmente. E de uma forma artística, combinamos uma exposição que aconteceu no Cariri. Enviou seus trabalhos em dois caixotes os quais peguei no Crato. Nos encontramos no outro dia! Não acreditava nisso. Sandra Portto e eu juntos expondo aqui no Cariri, um artista aprendiz com uma mulher que já tinha muita experiência. Uma mulher sorridente, simples e generosa. Fiquei obviamente nervoso quando encontrei com ela no hotel. Fiquei tão nervoso que disse: Olá, como foi de viajem!. Ela disse: Vim de avião a Fortaleza, de Fortaleza peguei o ônibus, nossa quase não chega. Que lugar longe!” É, pensei, é o Cariri se encontrando com o Sudeste! Desde então conversamos pelo e-mail, ela está no Rio, trabalhando e sonhando.

Chrystian





Nenhum comentário:

Fale conosco e tenha sua publicidade