Ocorreu um erro neste gadget
clique e alimente os peixes

Reflexões em traços avulsos

Vitoriosa na última edição da Unifor Plástica, a artista Juliana Garcia fala do seu trabalho e da importância da premiação para a carreira


Foi um dia cheio de expectativa para a artista plástica paulista Juliana Garcia. Ontem ela embarcou para a Itália, rumo à Bienal de Veneza, mais tradicional exposição de artes do mundo, que neste ano chega à sua 53ª edição. A viagem é resultado do prêmio obtido na última edição da Unifor Plástica, considerado um dos principais salões de artes do País. “Estou numa correria danada, mas feliz. É um prêmio muito bacana, porque, além da viagem, temos a oportunidade de aprendizado, de contato com obras e artistas importantes”, comemora a artista.Juliana foi contemplada na XIV Unifor Plástica, realizada no ano passado, com desenhos de uma série chamada “Avulsos”, iniciada em 2007. O título é uma brincadeira em relação aos desenhos, que podem ser vistos em conjunto, como em uma série, mas também sozinhos, pois não dependem obrigatoriamente uns dos outros.Nas composições, os espaços revelam figuras humanas, ora sozinhas, ora organizadas em pequenos grupos. “A série é contínua, sem previsão de fim. Quando iniciei, os desenhos faziam referência à população de rua. Hoje, porém, essa referência atinge um caráter mais universal, refletindo sobre as relações humanas de maneira mais ampla´, explica a artista plástica.
Incentivo
Juliana nunca havia participado da Unifor Plástica, quando descobriu o evento pela internet. “Vi em um site de notícias. Infelizmente, devido à distância, não pude comparecer à exposição, mas achei muito bacana a organização. Desde a inscrição foi tudo muito certinho. Recebi o catálogo, acompanhei o que saiu na mídia, foi possível perceber todo um zelo”, recorda. Para a artista, o evento destaca-se ainda pelo fato de colocar o Nordeste em evidência no campo das artes. “É legal porque acontece fora do eixo Rio-São Paulo e mistura várias linguagens. Fortaleza está ganhando importância. E a Unifor Plástica é um salão que está muito bem cuidado”, observa. A artista destaca ainda a importância do prêmio para a carreira. “Tudo vai ganhando consistência. Ao ser selecionado você se sente seguro, é um incentivo para continuar. A viagem a Veneza tem valor imenso, vou poder conferir de perto, respirar um universo muito rico”, acredita.

Trajetória
Juliana Alves Garcia nasceu em São José dos Campos, em 1977. Ainda pequena, mudou-se para Bernardino de Campos, interior de São Paulo, cidade de origem da família. Aos 17 anos, seguiu para a capital, onde reside desde então. Em 1995, iniciou o curso de Desenho Industrial na Universidade Mackenzie, finalizando-o em 2000.No ano seguinte, participou de uma pintura coletiva na Galeria da Consolação, em São Paulo, em comemoração ao aniversário da cidade, onde conheceu o pintor Gontran Guanaes Neto, passando a freqüentar seu estúdio. “Antes disso, trabalhei ao lado da artista Dayse Estra, em seu atelier, com ênfase em restauração e técnicas em tela, papel e de escultura”, recorda a paulista.A artista dedicou-se ainda ao campo da cenografia e de figurino para o teatro. “Meu trabalho autoral ganhou força em 2003, paralelamente às outras atividades”. Um dos destaques iniciados nesse período é o trabalho com sobras de tecidos - segundo Juliana, uma idéia influenciada pelo seu trabalho com cenografia.

Abrangência

Em 2007, a Unifor Plástica reuniu cerca de 184 obras de 112 artistas, de Estados diversos como Ceará, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Neste ano, a mostra chega à 15ª edição, estabelecendo-se como um dos principais eventos de incentivo e fomentação para as artes visuais no Brasil. A exposição acontece no período de 15 de setembro a 13 de dezembro, no Espaço Cultural Unifor, e contempla as categorias de pintura, desenho, escultura, gravura e fotografia, com temática livre. Ao todo, serão 140 trabalhos selecionados. A Comissão de premiação escolherá ainda um participante de cada categoria, que ganhará uma passagem aérea para a Bienal de Veneza de 2010, além de uma ajuda de custo de R$ 3 mil.Os interessados podem se inscrever gratuitamente até 24 de julho. A inscrição deve ser enviada pelos Correios para a Vice-Reitoria de Extensão, no prédio da Reitoria da Unifor, ou ser realizada pela internet, na homepage da Universidade (www.unifor.br). Podem participar da XV Unifor Plástica artistas brasileiros natos ou naturalizados, que tenham participado de, no mínimo, duas exposições coletivas (em caso de estrangeiro, deve possuir visto em conformidade com a lei n 6.815/1980). A inscrição será feita somente por meio de fotos originais da obra, tamanho 20x25. Pela internet, a imagem deve ter 1280x1024 pixels, formato jpg e resolução 150 dpi. Mais informações:Inscrição gratuita para XV Unifor PlásticaAté 24 de julho.
Contatos: (85) 3477-3481http://www.unifor.br/
ADRIANA MARTINS
Repórter
Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Fale conosco e tenha sua publicidade