Ocorreu um erro neste gadget
clique e alimente os peixes

Unifor Plástica


Considerado um dos principais salões de artes do País, a Unifor Plástica se encontra com inscrições abertas até 24 de julho

Em sua 15ª edição, o Unifor Plástica se estabiliza como um dos principais veículos de incentivo e fomentação para as artes visuais no Brasil. Ao longo de sua rica trajetória, muitos foram os projetos e artistas contemplados em todo o cenário nacional. Na edição anterior, a mostra reuniu cerca de 184 obras de 112 artistas, de estados como Ceará, São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro.

O projeto, que será realizado no período de 15 de setembro a 13 de dezembro, no Espaço Cultural Unifor, tem como uma de suas metas acolher trabalhos representativos das artes plásticas e visuais, com temáticas livres, nas categorias de pintura, desenho, escultura, gravura e fotografia.

Segundo Max Perlingeiro, responsável pelo planejamento e a organização da Unifor Plástica, a comissão julgadora selecionará este ano 140 obras, distribuídas entre 60 pinturas, 15 desenhos, 20 gravuras, 20 esculturas e 25 fotografias.

Os artistas, que poderão participar com até dois trabalhos inéditos, assinados, produzidos a partir de 2007, devem se inscrever em apenas uma das categorias da mostra. Dentre as obras contempladas será escolhido um participante de cada categoria pela comissão de premiação, que ganhará uma passagem aérea para a Bienal de Veneza, uma das mais importantes da área; e uma ajuda de custo, no valor de R$ 3 mil reais.

Conforme Perlingeiro, pelo ponto de vista da História da Arte, até o século XIX, o que impulsionava a produção artística era a participação das obras nos chamados salões das artes. Com o tempo, na ausência desses eventos oficiais, as inúmeras instituições desenvolveram várias iniciativas para fomentar as artes.

“A Unifor Plástica, da Fundação Edson Queiroz, é um exemplo disso. Hoje, ela é tida como uma das atividades de estímulo às artes mais importantes do País, responsável, inclusive, pelo reconhecimento e a introdução de diversos artistas brasileiros, principalmente do Ceará, no mercado nacional das artes”, ressalta.

Novidades

Buscando sempre o caminho da inovação, a Unifor Plástica 2009 oferece ao público uma programação paralela bastante diversificada. Um dos destaques é o Seminário “Quem tem Medo da Arte Contemporânea?”, que será ministrado pelo artista e crítico de arte carioca, Fernando Cocchiarale, ao longo de dois dias.

Fruto de quatro aulas dadas pelo crítico em julho de 2003, na Fundação Joaquim Nabuco, em Recife, o seminário apresenta um tom coloquial e um didatismo aberto para pessoas das mais diferentes formações, com graus de conhecimentos diversos sobre a produção contemporânea. Servindo como uma breve introdução às questões mais candentes da arte que hoje se delineia ante nossos olhos.

No entanto, o seminário, que será realizado durante a Unifor Plástica, apresentará uma série de atualizações referentes às questões abordadas na outra ocasião. Uma vez que o artista contemporâneo está sempre nos surpreendendo e nos convocando para um jogo onde as regras não são lineares, mas desdobradas em redes de relações possíveis ou não de serem estabelecidas.

Outra novidade é a implantação, pela primeira vez, de uma sala especial cujo objetivo é ampliar o conhecimento dos visitantes sobre a Arte Moderna no Brasil. “A sala possui um total de aproximadamente 60 trabalhos de grandes artistas brasileiros, que compõem o acervo particular da Universidade de Fortaleza, que agora será aberto ao público. São eles: Lasar Segall, Anita Malfatti, Adriana Varejão, Almicar de Castro, Di Cavalcanti, Leonilson, Beatris Milhazes, entre outros”, destaca Perlingeiro.

Inscrição

Os interessados podem se inscrever até o dia 24 de julho. A inscrição é gratuita e deverá ser enviada pelos Correios para a Vice-Reitoria de Extensão, no prédio da Reitoria da Unifor, 1º andar, ou poderá ser realizada pela internet, na homepage da Universidade, www.unifor.br. Não será aceita inscrição via fax.

Podem integrar a XV Unifor Plástica artistas que tenham participado de, no mínimo, duas exposições coletivas. E, ainda, brasileiros natos ou naturalizados ou, sendo estrangeiro, quando possuir visto em conformidade com a Lei Nº 6.815/1980, que disciplina o Estatuto dos Estrangeiros.

A inscrição será feita, somente, por meio de fotos originais da obra, tamanho 20x25. Não serão aceitas cópias das fotos, nem o envio das obras para seleção.

E, ainda, na homepage deverá observar a seguinte resolução: arquivos com 1280x1024 pixels, formato JPG, resolução 150 dpi.

Os artistas selecionados nas categorias pintura, desenho e gravura disporão, no máximo, de 2,10m lineares para cada trabalho, que não deverá ultrapassar 2m de altura.

Os trabalhos inscritos na categoria escultura deverão ter, no mínimo, 70 cm de altura e, no máximo, 1,70 m, por 1,50 m de largura.

A entrega dos prêmios será feita dia 15 de setembro, data da abertura da XV Unifor Plástica. Para o vice-reitor de extensão da Universidade de Fortaleza, professor Randal Pompeu, “trata-se de uma mostra que vem se mantendo há quinze anos, já tendo revelado grandes talentos das artes plásticas no cenário local. A Unifor Plástica tem sua importância hoje e cada vez mais incontestável no sentido de valorização das artes e da produção dos artistas”.

O vice-reitor lembra que a visitação ao evento será gratuita e poderá ocorrer ainda o agendamento de visitas guiadas ao Espaço Cultural da Universidade. Ação que faz parte do projeto educativo desenvolvido pela instituição.

Mais informações:

Inscrição gratuita para XV Unifor Plástica, até 24 de julho. Contatos: (85) 3477-3111/3377 ou imprensa@unifor.br www.unifor.br
Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Fale conosco e tenha sua publicidade