Ocorreu um erro neste gadget
clique e alimente os peixes

CONTRIBUINDO PARA ARTES VISUAIS CARIRI - Por Edilma Rocha

O que eu poderia definir como ser um artista.
Um ser diferente, comum, inquieto, sonhador,criador ?
São todos esses predicados em um só dependendo da maneira como os outros o sentem. A superioridade do homem está no seu pensamento ou na sua criação. A arte é um luxo para alguns e como luxo quer dizer progresso. Poderia dizer que arte é o supérfulo mas que faz vibrar a humanidade. São produtos de uma civilização no tempo e se tornam marcos preciosos para a cultura de um povo. E esta arte nos difere dos animais irracionais. A arte virou indústria para uma dimensão do homem. A nossa criação é superior à razão. Nos interessa a natureza, o corpo humano, os objetos como uma exploração de suas entranhas. Até a exploração da nossa própria alma, no belo, no feio ou nos sonhos. A prática de pintar tem o poder de nos libertar e afastar dos temores e submissões. A arte tem o poder de nos destinguir dos outros, mas tambem de nos aproximar discretamente com fôrça e idealização. A criação artistica é como um amor carnal, como uma luta constante. A sociedade recusa qualquer novidade que não sabe compreender neste mundo enlouquecido. Pintar ou escrever podem ser voltar e ver, voltar e viver. A arte impõe-se à vida. E para nós a pior censura é aquela feita por nós mesmos. Depois de realiza-la foge ao nosso próprio domínio. O artista limita-se a trabalhar sob o impulso do seu coração e da sua vontade. Quadros encomendados raramente nos dão prazer na criação.
A arte é antes de tudo uma comunicação. Ninguem pinta para si próprio, a arte é para ser apreciada e criticada para atinguir um objetivo, o expectador. Um quadro deve inspirar meditação e contemplação que parem e olhem penetrando no universo oferecido pelas formas e côres.
A arte está acima de problemas sociais...
A arte está acima de nós...
A arte não é uma ciência exata...
A arte é liberdade...
Acredito na fôrça das escolas como um entrosamento e conhecimento de grupos artisticos. Não acredito no artista solitário, ele necessita de contato com a sociedade como um todo.
Se a vida dá vida, e a beleza promove, cada obra de arte deve possuir a vitalidade suficiente para essegurar a sua continuidade.

Edilma Rocha

2 comentários:

Edilma disse...

Crystian,

Estou aguardando o seu contato pelo blog.
Tenho material para enviar aos interresados por arte e cultura.

Até breve !

Chrystian Marques disse...

Escrevi umcomentário Edilma na materia do Jornal. Vc agora pode publicar no blog.

Fale conosco e tenha sua publicidade